Local Curitiba, PR
Apoiado em 2017
Áreas atendidas Direitos Humanos e Participação Cívica

Escola de Integração

Diversidade cultural como fonte para inserção de migrantes e refugiados no mercado de trabalho

O Brasil possui 8,5 mil refugiados e 12 mil solicitantes de visto, só em Curitiba há cerca de cinco mil haitianos. São grupos que enfrentam uma série de dificuldades para se inserir no mercado de trabalho e gerar renda, sofrendo preconceito e muitas vezes sendo explorados. Além disso, não basta o migrante e refugiado ser apenas inserido no mercado de trabalho, é preciso uma preparação para eles, para a empresa e para os brasileiros.

A metodologia utilizada pela Escola de Integração trabalha as diferenças como fator potencializador de talentos, preparando empresários e empoderando migrantes e refugiados para atuarem como agentes de transformação, integração e inovação na sociedade. O projeto visa replicar a metodologia para outras cidades e estados do Brasil.

Com o apoio da BrazilFoundation, o projeto vai oferecer:

• Capacitação para migrantes e refugiados em liderança, empreendedorismo, mercado de trabalho e leis trabalhistas;
• Mediações e treinamentos de gestão intercultural em empresas e organizações brasileiras;
• Formação de facilitadores para replicação da metodologia em organizações que atendem a refugiados, em outros estados.

Impacto

Empoderar migrantes e refugiados e preparar empresários
500 migrantes e refugiados capacitados em empreendedorismo e mercado de trabalho
Metodologia replicada para cinco estados

“Entendemos o quanto se adaptar a outras culturas, idiomas e costumes pode ser difícil. E estamos aqui para ajudar nessa jornada.” – Equipe do Projeto Linyon

Fotos @brazilfound on instagram