Superheroínas em ação!

Uma homenagem para mulheres que arregaçam as mangas por um Brasil mais justo para tod@s

O dia 8 de março é dedicado às realizações e ao impacto de mulheres em seus países ou em suas comunidades. O Dia Internacional da Mulher foi criado para refletir sobre os desafios e as contribuições das mulheres em todo o mundo. Pelo mundo afora elas ainda são colocadas em desvantagem pelo seu gênero, são minoria em cargos de chefia de empresas, na política, na justiça, no esporte, não têm representatividade em tantas áreas e, por isso, seguem lutando.

Nesta data e em todo o mês de março, a BrazilFoundation vai celebrar líderes sociais e projetos que oferecem dignidade e voz para meninas e mulheres de todo o Brasil e destaca três exemplos de dedicação e sucesso.

Uma nova chance para egressas

No Pará, a diretora do Centro de Recuperação Feminino de Ananindeua, Carmem Botelho, analisou o perfil das presas da unidade e as chamou para conversar ao perceber que a maioria já passava dos 40 anos e tinha cometido o crime pela primeira vez. “Muitas tiveram casamentos problemáticos, com situação de violência doméstica, muitas que têm muitos filhos e sustentam a casa”, conta. Carmem percebeu ainda que grande parte delas eram analfabetas, não tinham profissionalização, não conheciam seus direitos e acabavam aliciadas pelo crime em um momento de desespero.

Foi aí que decidiu iniciar um trabalho de qualificação profissional dentro do presídio. Começou com uma troca de conhecimentos entre as próprias detentas produzindo itens de costura e bordado, os produtos que saíam dali eram vendidos e o dinheiro dividido entre elas. A ideia cresceu e se transformou numa cooperativa. A Coostafe oferece cursos de artesanato e costura para que mulheres presas consigam se reintegrar à sociedade sem voltar ao crime. Já foram 250 mulheres capacitadas e não há registro de reincidência entre as cooperadas. A iniciativa da Carmem está gerando resultados lindos e, com o apoio da BrazilFoundation, 27 mulheres receberam aulas de costura, bordado e artesanato em 2018.

Promovendo uma maternidade mais segura na Amazônia

Em Maués, no Amazonas, a fisioterapeuta Patrícia Delpino ajuda a fortalecer o trabalho de parteiras responsáveis por grande parte dos nascimentos na região. Com mais de 60 mil habitantes, a cidade é formada por aldeias e comunidades rurais com serviços precários de saúde. A distância do centro, o deslocamento de barco e o alto custo do combustível aumentam a vulnerabilidade da população, especialmente das mulheres grávidas, que acabam enfrentando cesáreas desnecessárias e falta de apoio pós-parto. E é aí que entra o trabalho do Mama Ekos, fundado por Patrícia. A ideia é proporcionar uma maternidade mais segura e saudável integrando os saberes de parteiras ao conhecimento de profissionais da rede de saúde. O projeto segue recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) para oferecer assistência humanizada com respeito à ancestralidade e à cultura local.

Em 2018, o apoio da BrazilFoundation possibilitou a realização de encontros para troca de saberes sobre maternidade, além intercâmbios entre parteiras indígenas e casas de maternidade de referência nacional, beneficiando 100 pessoas. “O que motiva a executar o projeto é o grande saber existente na região e o quanto a história da medicina usou do saber popular, mas nunca valorizou devido a origem das parteiras” – diz Patrícia, fundadora da Mama Ekos.

Formação empreendedora para ampliar os horizontes e a renda

No Rio de Janeiro, a Gênero Importa oferece formação empreendedora para que mulheres ambulantes desenvolvam suas habilidades no comércio de rua informal. Com oficinas que trabalham técnicas de gestão e de marketing, elas descobrem ferramentas e adquirem conhecimento para gerir seus negócios de forma mais estratégica e rentável.

A iniciativa foi criada por um coletivo de mulheres que se reuniram para realizar um estudo sobre carreiras e trajetórias femininas no mercado de trabalho. Com apoio da BrazilFoundation, 23 vendedoras populares passaram por oficinas gratuitas de empreendedorismo, finanças, gestão, desenvolvimento pessoal e profissional em 2018. “É importante que as mulheres ambulantes positivem suas atividades, tanto em relação aos seus direitos, quanto ao papel que desempenham na economia urbana.” – Equipe Gênero Importa

Conheça mais projetos para mulheres apoiados pela BrazilFoundation aqui. Neste Dia Internacional dedicado às mulheres, você pode fazer uma doação para a BrazilFoundation e contribuir com iniciativas para o público feminino do Brasil.