BrazilFoundation Anuncia Financiamento de Arranjos Colaborativos

 

No final de 2015 a BrazilFoundation lançou uma nova modalidade de apoio para financiamento de parcerias e trocas de metodologias. A linha de apoio Arranjos Colaborativos é uma iniciativa inédita no setor social brasileiro, que visa promover um ambiente de troca de conhecimentos, habilidades e metodologias, em um ambiente de aprendizagem entre pares.

As organizações da sociedade civil acumulam uma enorme riqueza em inovações sociais, metodologias e relacionamento estratégico com públicos diversos. Este conhecimento forma um capital social de grande valor, cujo compartilhamento contribui para a criação de mudanças sistêmicas.

Em 2016 a BrazilFoundation apoiou 18 dessas trocas. Os resultados ainda estão sendo consolidados e serão compartilhados em breve. Os relatórios recebidos confirmam a tese de que esta experiência é extremamente rica para as organizações participantes.

Temos satisfação em anunciar financiamento a mais 10 Arranjos no ano de 2017. Recebemos 19 propostas envolvendo organizações de 10 estados. Demos prioridade em apoiar organizações que não foram contempladas nessa linha de apoio em 2016.

Arranjos Colaborativos selecionados para 2017:

1 Expedicionários da Saúde (AM) + Renovatio (SP)
Nova visão aos povos da floresta: realização de exames oftalmológicos e implantação de uma pequena fabrica de óculos nas expedições da EDS, atendendo a população indígena que vive em áreas isoladas geograficamente na Amazônia legal.

 
2 AHIMSA (SP) + Abraço Microcefalia (BA)
Apoiando Famílias para Desenvolvimento de Crianças com Zika Vírus: formação de mães de filhos afetados pelo Zika vírus para atuar como multiplicadoras e capacitar outras mães possibilitando melhor desenvolvimento das crianças e da construção de linguagens e aprendizagem.

 
3 Safe Kids (SP) + Fala Roça (RJ)
Rocinha e Infância Segura: levantamento de dados e pesquisa local para mapeamento e prevenção de acidentes com crianças na Rocinha. Capacitação de profissionais que atuam diretamente com crianças e adolescentes na região com o curso de prevenção de Acidentes da Criança Segura.

 
4 Fa.Vela (MG) + Instituto de Mídia Étnica (BA)
#Acarajé e Pão de Queijo: intercâmbio para empreendedores de periferia BA-MG: Desenvolvimento de tecnologias sociais a partir da democratização da educação empreendedora e da apropriação de novas tecnologias de comunicação com o intercâmbio cultural, oferecendo uma forma produtiva de empreender e dar ênfase aos ecossistemas de negócios de periferias.

 
5 Carlotas (SP) + Instituto Mundo Aflora (SP) + Teatro do Sopro (RJ)
As Empatilhaças! Ciclo de Jogos Colaborativos para Existências entre Meninas Jovens e Idosas: encontros geracionais entre meninas em vulnerabilidade emocional e social com mulheres idosas residentes em abrigos ou na própria comunidade, estimulando trocas de aprendizagem, a partir de uma comunicação lúdica, e o empoderamento mútuo.

 
6 Instituto de Permacultura EcoVIDA São Miguel (MG) + CEPFS (PB)
Compartilhando Saberes, Conhecimentos e Tecnologias para Agricultura Familiar Sustentável: capacitação das lideranças das duas organizações para a criação de um Banco de Sementes, preparação de equipe e construção de cisterna de plastiferrocimento de forma reutilizável, tecnologia social desenvolvida pelo permacultor Fernando Pacheco, do Instituto Ecooca.

 
7 Coopercriapa (PR) + MMNEPA (PA)
APICULTURA um mundo de possibilidades: troca de experiências em meliponicultura entre as organizações, incluindo a participação das mulheres no processo produtivo da Coopercriapa, e estratégias de certificação e controle de qualidade do mel.

 
8 Moinho Cultural (MS) + IPEDI (MS)
Construindo Pontes Interculturais na Fronteira Brasil – Bolívia: compartilhamento de experiências e informações para a melhoria da relação intercultural, utilizando práticas pedagógicas e lúdicas que estreitem o contato das organizações com seu público alvo.

 
9 Arquitetas Sem Fronteiras (MG) + Mulher em Construção (RS)
Mulheres Construindo Mudanças: A partir da experiência das duas organizações em trabalhar diretamente com mulheres em atividades relacionadas à construção civil, a ação conjunta vai possibilitar a troca de metodologia e expertises que são complementares no ramo.

 
10 Instituto Movimento e Vida (RJ) + Coletivo Papo Reto (RJ)
Desenvolvimento de um plano de comunicação para o Instituto Movimento & Vida facilitando sua execução com acompanhamento e orientação. Focar na atuação em redes sociais utilizando métricas para aumentar o número e o engajamento de colaboradores, buscando fortalecer a instituição e aumentar a longevidade do projeto.