A BrazilFoundation reuniu em um hotel situado dentro do Parque Nacional de Itatiaia no Rio de Janeiro, membros de sua equipe do Rio de Janeiro e Nova York, 40 gestores de vinte organizações sociais e um time de consultores especializados. Cercados pela Mata Atlântica, este grupo de 60 pessoas, trocou ideias e experiências e recebeu as ferramentas necessárias para desenvolver a nova proposta da Fundação em comemoração aos seus 10 anos de atividades. As organizações selecionadas para o Projeto já foram apoiadas anteriormente pela BrazilFoundation, fazendo parte de sua historia, e vão, juntamente com ela, resgatar suas memórias, sistematizar suas metodologias e avaliar o resultados do seu trabalho.

Gestores no Evento

Oficinas de capacitação foram realizadas em três eixos: resgate da memória, sistematização e avaliação. A equipe do Museu da Pessoa – museu virtual de histórias de vida de pessoas comuns que valoriza o uso da memória como ferramenta de desenvolvimento social e cultural do país – demonstrou como a memória de uma organização pode e deve ser resgatada como base para sua identidade e construção de seu futuro. O sociólogo da Universidade Nacional Autônoma do México, Hector Berthier, especialista no estudo de problemas urbanos e juventude, orientou o processo de sistematização de metodologias de organizações sociais, focando na possibilidade de sua reaplicação em outros contextos. Finalizando, o sociólogo Caio Silveira, da Universidade Federal do Rio de Janeiro, falou sobre o método de avaliação participativa e sua importância para a gestão organizacional.

Oficinas

Os gestores encontraram um espaço onde puderam apresentar seus trabalhos, conhecer os trabalhos das outras instituições, os costumes diferentes e as histórias de diversos lugares do país.

Edisvânio Nascimento, da Rádio Comunitária Santa Luz FM, apresentou seu repente, tradição folclórica brasileira forte no nordeste que junta poesia, música e improviso, em homenagem à BrazilFoundation.

Clique na foto para ver o vídeo.

A cacique Maria Muniz de Andrade, Mayá – seu nome indígena, dividiu tradições e costumes de sua  aldeia.

Clique na foto para ver o vídeo.

Após quatro dias de trabalho, com exercícios práticos e muitas atividades, os gestores puderam se aprofundar nos conteúdos do Projeto 10 Anos, resgatar e compartilhar suas histórias e refletir sobre suas práticas. Nos próximos meses, eles estarão trabalhando orientados pela equipe da BrazilFoundation e dos consultores para analisar e avaliar seus desafios e conquistas e construir uma visão de futuro baseada no fortalecimento institucional e na sustentabilidade.

Atividades durante o evento

Gestores

Visite o Blog BrazilFoundation 10 Anos para saber mais sobre as organizações apoiadas em 2011.