BrazilFoundation recebe Troféu Solidariedade em Brasília

Em comemoração ao Dia Mundial de Luta Contra a AIDS, a ONG Amigos da Vida que completa 15 anos em 2015, realizou a 4ª Edição do Troféu Solidariedade no auditório do Memorial JK. A premiação é conferida às personalidades e organizações que mais se destacaram na luta contra a AIDS no biênio 2014/2015. A BrazilFoundation foi uma das homenageadas com o troféu, recebido pela CEO e presidente da fundação Patrícia Lobaccaro.  A distinção também foi oferecida ao CEO do Grupo Francês Caixa Seguradora, Monsieur Thierry Claudon; ao Embaixador da França no Brasil, Laurent Bili; ao Embaixador da Austrália no Brasil, Patrick Lawless; ao gerente executivo do Instituto Sabin, Fabio Deboni e ao ativista Rugerry Gonzaga, que coordena a rede de jovens positivos do Rio de Janeiro.

Vivendo e convivendo com HIV/AIDS há 30 anos, Christiano Ramos fundou a ONG Amigos da Vida que presta cuidados e serviços a mais de 3.000 famílias impactadas pelo vírus da AIDS no Distrito Federal. A organização atua no combate e prevenção e na proteção dos direitos humanos das pessoas vivendo com HVI/AIDS. Sob a liderança de Christiano, a Amigos da Vida construiu nove brinquedotecas Renato Russo em hospitais públicos que atendem 900 crianças.

Ao longo dos 15 anos como ativista, Christiano trava uma luta solitária e desigual para assegurar a melhoria da qualidade de vida e para resgatar a cidadania daqueles que sofrem com a morte social causada pela AIDS. “Nós, soropositivos, não somos apenas um porta vírus, somos pessoas como tantas outras com sonhos e desejos. O mais letal de todos os vírus é o vírus do preconceito e da discriminação”, diz Christiano.

A Amigos da Vida conta com financiamento da BrazilFoundation há dois anos. O apoio é destinado ao projeto Direito e Cidadania que presta assistência jurídica a portadores de baixa renda.

“A BrazilFoundation me ensinou uma grande lição: a não acreditar em caridade e acreditar sim, em solidariedade. A caridade é vertical, vai de cima para baixo. A solidariedade é horizontal, respeita a outra pessoa e aprende com o outro”, conclui Christiano.