Compartilhando ideias sobre agroturismo para geração de renda

 

IBEAC e Acolhida na Colônia participam do programa de Arranjos Colaborativos

Em Santa Catarina, mais de 100 famílias de agricultores transformaram suas casas em pousadas. Para os turistas das grandes cidades, a vida simples do campo e as delícias da culinária local são um grande atrativo. Para quem vive na zona rural, além de uma alternativa de renda extra, receber os visitantes é uma oportunidade para mostrar o trabalho que fazem e acabar com os preconceitos.

“Antes a gente dizia que era ‘do lar’ por vergonha de dizer que era agricultora. Vivíamos ouvindo chingamentos que se referiam ao campo e às pessoas do campo como um atraso. Depois que passei a fazer parte da Acolhida na Colônia não tenho mais vergonha de ninguém. Tenho orgulho de ser agricultora” – diz Leda.

A Acolhida na Colônia promove a integração entre a área rural e a cidade por meio do agroturismo e da troca de experiências culturais. No mês de junho, a organização recebeu a visita das Mães Mobilizadoras do IBEAC, que foram até o local para conhecer o modelo de agroturismo desenvolvido por lá. A ideia é levar o conceito para o distrito de proteção ambiental de Parelheiros, onde elas vivem em São Paulo, e formar circuitos turísticos com foco na geração de renda para mulheres da comunidade.

“Foram muitos os aprendizados, trocas de experiências e inspirações. Muita gratidão aos incríveis agricultores(as) da Acolhida na Colônia”– disse Claudia Nogueira, do IBEAC.