No Dia Mundial de Luta contra a AIDS, a campanha do Ministério da Saúde ressalta a necessidade de se discutir a vulnerabilidade à AIDS entre jovens homossexuais de 15 a 24 anos e entre pessoas vivendo com HIV/AIDS. De acordo com o último Boletim Epidemiológico AIDS/ DST, apesar de a porcentagem de casos de AIDS na população brasileira ter caído ao longo dos últimos 12 anos, a proporção de casos notificados cresceu 52% entre homens que fazem sexo com homens e 30% entre os heterossexuais.

De 1980, início da epidemia, até junho de 2011, o Brasil registrou 608.230 casos de AIDS (condição em que a doença já se manifestou). A maior porcentagem está concentrada na região Sudeste: 56%. A participação da sociedade civil é fundamental para a resposta à epidemia no país.

Seiva – Serviço de Esperança e Incentivo à Vida Agora

O Seiva – Serviço de Esperança e Incentivo à Vida Agora – atua desde 1993 com a temática HIV/AIDS e diversidade sexual no município de Ilha Solteira, São Paulo, para levar informação às várias correntes do movimento LGBTT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Transexuais e Travestis) – um movimento estigmatizado e marginalizado, principalmente nas regiões do interior do país. Nos últimos anos, devido ao aumento do número de casos de HIV/AIDS e DSTs entre jovens LGBTT, a instituição vem se dedicando também a promover uma maior integração do adolescente com o meio familiar, prevenir novas infecções, fortalecer o exercício da cidadania, influenciar políticas públicas na defesa da igualdade de direitos e do respeito à orientação sexual.