Reduza a Poluição Plástica no Dia Mundial do Meio Ambiente

Hoje é o Dia Mundial do Meio Ambiente, e este ano o tema é “#AcabeComAPoluiçãoPlástica” – como podemos mudar nosso estilo de vida para evitar desperdícios e reduzir o consumo de plástico? Algumas das iniciativas que apoiamos este ano, que atuam para promover sustentabilidade ambiental e modos de vida ecologicamente viáveis, estão celebrando o dia e compartilhando como podemos contribuir todos os dias para uma vida mais sustentável para essas e outras gerações.

Ecogaropaba

Garopaba, SC
A Associação Eco Garopaba surgiu da iniciativa de um surfista na busca de iniciativas para reduzir o volume e os prejuízos causados pelo lixo nos oceanos. A confecção de pranchas de surf com garrafas pet foi o meio encontrado para promover educação e conscientização ambiental, além de ajudar a incentivar a prática de esporte. O trabalho inclui formação de multiplicadores para atuar em escolas e na comunidade.

O projeto “Garopaba Recicla” vai conscientizar a população de Garopaba sobre a necessidade de gestão do lixo com técnicas de reciclagem, descarte correto de resíduos e fomento à consciência social e ecológica em estudantes, moradores e turistas. Jovens de escolas públicas serão capacitados na construção de pranchas com garrafas PET para que sejam multiplicadores e possam gerar renda.

Para o dia do meio ambiente, a organização vai fazer um vídeo sobre o problema do plástico e o impacto que vem causando nos oceanos.

“Nosso maior sonho é propagar nosso projeto por todo o planeta, pois sabemos da importância que temos quando passamos na vida de uma criança. E o impacto ambiental que sonhamos em alcançar é por meio da educação ambiental poder ver o maior número de pessoas conscientizadas, diminuindo o consumo, separando e reaproveitando corretamente os resíduos.”

 

Instituto de Permacultura EcoVida São Miguel

Serro, MG
O instituto realiza mutirões e cursos práticos em bioconstrução e promove a agricultura sintrópica, ecodesign, permacultura social e ecossaneamento, agroecologia e economia solidária. Atua no entorno da Bacia do Jequitinhonha e Manhuaçu e da Bacia do Rio Doce, em MInas Gerais, locais que enfrentam diferentes desafios como pressão de mineradoras, especulação imobiliária, monocultura e urbanização desordenada de áreas rurais.

O projeto “LARboratório Guia de Permacultura” pretende apresentar a quilombolas, agricultores e jovens da região, tecnologias e soluções práticas que cada comunidade pode adotar, independente de recursos públicos, para que possam enfrentar tais desafios.

“Na trajetória da nossa vida enquanto permacultores, acreditamos que devemos nos responsabilizar por todo resíduo produzido. Neste sentido, começamos a colocar todo lixo seco que produzíamos em garrafas de água de 5 e 10L. Com o tempo acumulamos uma grande quantidade destas garrafas e, no tempo certo, elas acabaram indo para a parede do ecofogão do tipo Rocket Stove que estamos montando.

Damos preferência a materiais feitos com fibras naturais, produzidos localmente e evitamos usar materiais plásticos, por saber que eles são originados de petróleo. Aos seguidores, sugiro que busquem estratégias para usar menos embalagens plásticas, dando preferência à produtos retornáveis.”

EcoVida tem algumas dicas sobre como diminuir seu impacto ambiental reduzindo o consumo de plástico:

•  Optar por comprar produtos diretamente dos/as agricultores/as, em feiras locais e grupos de compra direta, fortalecendo os ciclos curtos de produção e consumo. Diminuímos assim a necessidade de embalagens pois o produto sai direto do campo para a mesa sem precisar ser estocado e enfrentar longas cadeias de transporte.
•  Valorizar os produtos artesanais, feitos a mão, com matérias-primas alternativas ao plástico como: madeira certificada ou reutilizada, fibras vegetais e outros recursos renováveis.
•  Praticar o consumo consciente optando por consumir de empresas ambientalmente responsáveis, bem como reduzir o consumo de produtos industrializados de plástico.
•  Preferir sacos e copos de papel, caixas de papelão, evitando assim as sacolas plásticas.
•  Levar seu próprio caneco para os eventos.
•  Evitar tomar café em copos descartáveis. Faz mal a saúde!