Investindo em jovens que podem transformar
o Brasil

Conheça o trabalho da Fundação Estudar que está ajudando a formar
os líderes sociais do futuro

 
Criada em 1991 pelo investidor brasileiro Jorge Paulo Lemann, a Fundação Estudar investe na educação de jovens – com excelência escolar – que podem transformar o país. A Fundação nasceu depois que o então funcionário Carlos Brito, hoje CEO da AB InBev, solicitou apoio para estudar no exterior. O pedido fez Lemann refletir sobre tantos brasileiros que poderiam ir mais longe se tivessem acesso a conhecimento de ponta. Em 28 anos de atuação, mais de 15 milhões de brasileiros já foram impactados pelos projetos que impulsionam estudo e carreira.

A Fundação Estudar é a maior parceira da BrazilFoundation no programa de doações recomendadas. Desde 2017 já recebeu US$1,6 milhões em recursos vindos de doadores que moram nos Estados Unidos. Tomás Leme, que trabalha no relacionamento institucional, conta como a Fundação chegou até aqui e quais são os projetos para o futuro.

673 LÍDERES
Impactados por meio do programa Líderes Estudar

26 MIL JOVENS
Impactados por meio de cursos presenciais e online

18 MILHÕES
Jovens impactados pela internet, com os portais EstudarFora.org e NaPrática.org

1. Como e quando surgiu Fundação Estudar?

A Fundação Estudar,organização sem fins lucrativos que acredita que o Brasil será um país melhor se tivermos mais jovens determinados a seguir uma trajetória de impacto, surgiu em 1991, um ano depois de Carlos Brito ter pedido apoio a Jorge Paulo Lemann em seus estudos no exterior. Esse pedido fez com que Lemann refletisse sobre a quantidade de gente no Brasil, principalmente jovens talentos, que poderia ir mais longe e fazer a diferença se tivesse a oportunidade de adquirir conhecimento de ponta.

2. Qual o objetivo da fundação?

A Fundação tem como missão formar futuras lideranças transformadoras do Brasil a partir da disseminação de uma cultura de excelência e alavancar os estudos e a carreira de jovens universitários e recém-formados por meio da formação de uma comunidade de líderes, do estímulo à experiência acadêmica no exterior e do apoio à tomada de decisão de carreira. A Fundação Estudar acredita que pessoas com sonho grande podem se tornar líderes de impacto, que atuam com mais execução, conhecimento aplicado, protagonismo e integridade, formando uma corrente de gente boa que atrai mais gente boa para deixar um legado para o país.

3. Por que é preciso investir em educação no Brasil?

O Brasil possui somente quatro universidades entre as 500 melhores do mundo segundo a publicação QS World Ranking de 2016. Pela publicação Times Higher Education, apenas duas. Assim, muita gente boa, com potencial de se tornar uma importante liderança para o Brasil, não tem a oportunidade de adquirir conhecimento de ponta. Por outro lado, muitos jovens que conseguem bolsas no exterior não voltam para o Brasil. Por isso, a Fundação se preocupa com a educação e formação de jovens que podem fazer a diferença com a premissa de que voltem para o Brasil para aplicar seus conhecimentos aqui e, assim, impactarem mais gente.

4. Quais são os principais programas da Fundação Estudar? Você poderia, por gentileza, incluir números de impacto?

A Fundação Estudar trabalha em três frentes: Na Prática, Estudar Fora e Líderes Estudar.

O Estudar Na Prática é a marca referência em carreiras e desenvolvimento para o jovem brasileiro. Criado em 2012, o projeto inclui cursos que auxiliam o jovem durante as diferentes fases da sua vida pessoal e profissional, proporcionando apoio no desenvolvimento, preparação para o mercado de trabalho e tomada de decisão de carreira. Além disso, possui um portal, NaPrática.org, que disponibiliza conteúdo gratuito sobre autoconhecimento, liderança e mercado. Ao longo destes cinco anos, foram mais de 9 milhões de acessos únicos, e 1,3 milhão de usuários fidelizados – a métrica interna utilizada para qualificação dos acessos. Só em 2017 tivemos 8.888 jovens que participaram dos nossos cursos presenciais e online, mais de mil voluntários contribuíram ativamente para isso e tivemos 375 mil usuários ativos no portal. No Youtube, foram mais de 1,6 milhões de visualizações.

O pilar Estudar Fora também teve início em 2012 com a orientação de jovens de ensino médio interessados em cursar a graduação no exterior. No ano seguinte, o impacto foi ampliado por meio de um portal de conteúdo que hoje é a maior fonte de informação para brasileiros que desejam estudar no exterior. O EstudarFora.org é um portal que já alcançou mais de 12 milhões de jovens e 2,5 milhões de usuários fidelizados ao longo de sua existência. Lá é possível encontrar detalhes sobre como se preparar, informações sobre bolsas de estudos e histórias inspiradoras de quem chegou lá. Somente em 2017, tivemos 800 mil usuários ativos que retornaram aos conteúdos e 1,7 milhão de visualizações no Youtube. Já o Prep Estudar Fora oferece apoio individualizado e gratuito para jovens com excelência acadêmica que desejam cursar a graduação fora. Em 2017 tivemos brasileiros aprovados em 73 universidades de oito países diferentes, num total de 111 aprovações, sendo 29 em escolas tops.

Por fim, o programa Líderes Estudar, antigo Programa de Bolsas, tem como objetivo despertar o potencial dos jovens mais promissores do Brasil. Ao todo, 673 brasileiros já receberam todo o suporte necessário para acelerarem seu desenvolvimento pessoal e profissional, além de apoio financeiro para estudar nas melhores universidades do mundo.

Há 27 anos o programa de bolsas da Fundação Estudar tem como objetivo despertar o potencial dos jovens mais promissores do Brasil. Ao todo, 673 brasileiros já foram selecionados, cada um com uma história e trajetória relevante para contar. Alguns deles são:

Ralf Toenjes de 26 anos. Com apoio da Fundação Estudar, ele cursou Economia com dupla titulação em Administração, no Insper, e Direito, na USP. Fundador da Renovatio, Ralf tem uma meta ambiciosa: mudar a visão de um milhão de pessoas até 2021 por meio da doação de óculos. O ponto de partida foi uma parceria com o inventor alemão Martin Aufmuth, com quem Ralf criou a OneDollarGlasses, tecnologia que permite a produção de óculos de grau extremamente resistentes e de baixo custo. Mais de 10 mil pessoas já foram impactadas pelo projeto e foi assim, conhecendo essas diversas histórias, que Ralf descobriu outro problema: 85% dos municípios brasileiros não têm oftalmologistas e quase 20% da população precisa usar óculos e não sabe. Ele percebeu, então, que poderia contribuir com a população menos favorecida e desenvolveu um ônibus equipado com dois consultórios oftalmológicos completos que têm capacidade para atender mais de 200 pessoas por dia.

Giovanna Lemos foi selecionada para o Prep Estudar Fora em 2017. Em 2016, seu último ano do ensino médio, foi aceita nas Universidades de Emory Rochester e University of British Columbia, além de passar em medicina na Universidade Federal de Minas Gerais. Apesar das conquistas obtidas, ela optou por não se matricular em nenhuma das opções e seguiu seu sonho de estudar neurociências fora, perseguindo a carreira de pesquisa. Assim, ela arriscou a tirar um “gap year”, no qual pôde desenvolver e explorar diversas áreas de pesquisa. O Prep Estudar Fora, com seus mentores e o imenso apoio emocional proporcionado pelos alunos e pela comunidade da Fundação Estudar, fez a diferença na segunda rodada de seleção. O resultado foi ser aceita pela escola dos seus sonhos, a Johns Hopkins University. Em 2018, Giovanna também foi selecionada para o programa de Bolsas da Fundação e agora integra a rede de Líderes Estudar.

Giovanna Fundação Estudar BrazilFoundation Donor Advised Doação Recomendada

Lemos Ribeiro

6. A Fundação Estudar está em processo de construção um fundo patrimonial. Como está sendo feita a captação de recursos para esse fundo?

Já há algum tempo a Fundação Estudar detém um fundo patrimonial e desde sua criação seguimos com foco em seu crescimento. Uma das ações realizadas anualmente é investir o superávit de cada ano no fundo. Entretanto, somente em 2017 começamos a olhar isso como algo importante para atingir a sustentabilidade financeira da organização. Ainda não temos uma equipe focada exclusivamente em captação para o Endowment, porém cada vez mais estamos divulgando a possibilidade para a nossa rede de doadores. A captação para este fundo visa que cada doador adote uma, ou mais, bolsas de estudo com os rendimentos a partir da doação. Dessa forma, sonhamos que no futuro esse fundo patrimonial arque com todas as bolsas que a Fundação Estudar fornece.

7. No ano passado a Fundação Estudar realizou seu primeiro evento de fundraising nos Estados Unidos. Como foi a experiência?

Desde 2015 a Fundação Estudar tem aumentado sua atuação na atividade de captar recursos para a organização, com o crescimento das nossas outras frentes de trabalho e desejo de nossos fundadores de que mais pessoas sejam sócias do nosso desafio. Em 2017 vimos a oportunidade, com ajuda de ex-bolsistas e apoiadores que moravam em Nova York, de realizar um evento para divulgar nosso impacto e resultados, criar uma nova rede de apoiadores e captar recursos além do território nacional.

O evento foi realizado com o apoio e participação do nosso bolsistas número zero, Carlos Brito, CEO da AB InBev, que foi o speaker da noite. Reunimos cerca de 60 pessoas para falar sobre os desafios da organização e sobre disseminar uma Cultura de Excelência, nome do livro que conta a história da Fundação Estudar, lançado no mesmo ano.

8. Quais os planos para engajar mais colaboradores nos Estados Unidos?

Planejamos continuar voltando para os Estados Unidos para captar recursos e engajar mais colaboradores. Em 2018 realizamos um segundo evento com um público maior e com a participação de outro speaker que é grande inspiração para nossa rede, Alex Behring, do 3G Capital, que além de doar seu tempo para a organização, após conhecer mais de perto nossos diretores, a solidez em gestão e histórico de resultados, também se tornou um doador.

Além de eventos, vamos começar a criar estruturas para ter representantes nos Estados Unidos, possibilitando a conexão de nossos doadores que moram no país com os jovens apoiados que estudam nas melhores universidades, de forma que eles possam se conectar com a rede de líderes da Fundação Estudar.

9. Como tem sido a parceria com a BrazilFoundation?

A BrazilFoundation é uma parceira de longa data e foi quem facilitou e ajudou nossa captação de recursos no exterior. Por meio do Donor Advised Program, conseguimos dar segurança para nossos doadores que residem nos Estados Unidos e também garantir que tenham benefícios fiscais, o que incentiva e estimula o apoio à Fundação Estudar.

Outro aspecto importante da parceria é o conhecimento que a organização possui sobre a realização de eventos e o cenário de captação no país. Pudemos contar com uma série de conversas e mentoria que têm sido de grande ajuda para a nossa equipe.

10. Sonhando com o futuro: o que daria para fazer pelo Brasil com mais recursos?

Nosso país enfrenta um problema de pouca diversidade nas referências de lideranças nacionais que servem de inspiração para jovens brasileiros, sendo a maioria delas na área esportiva ou de entretenimento. Para mudar a realidade brasileira, precisamos de mais lideranças de impacto em todas as áreas, como ciência, academia, engenharia, gestão pública, pesquisa, entre outras. Assim, quanto mais recursos investidos na educação, mais gente boa terá a oportunidade de adquirir conhecimento de ponta e fazer mudanças significativas por aqui.

 

Quer apoiar a Fundação Estudar? Faça uma doação por meio do Programa de Doação Recomendada da BrazilFoundation em: https://brazilfoundation.org/project/fundacao-estudar/?lang=pt-br