No sertão do Pajeú, em Pernambuco, uma rede de mulheres agricultoras e artesãs está trabalhando para fortalecer e empoderar mulheres da região. A Rede de Mulheres Produtora do Pajeú recebeu um importante reconhecimento no ultimo dia 11 de julho, a conquista do prêmio BNDES de Boas Práticas em Economia Solidária. “[…] ficamos felizes pelo reconhecimento, mas sobretudo por poder partilhar desse sonho com outras mulheres e com outras comunidades. Se já sabemos que é possível vamos buscar mais gente para construir essa utopia e transformá-la em realidade”, comemora Marli Almeida, Colaboradora Político-pedagógica da Rede.

A organização é composta por 26 grupos de mulheres de 10 municípios do Sertão do Pajeú. Desenvolvem ações para a organização social e produtiva dos grupos, para a gestão dos empreendimentos solidários de mulheres e a melhora das condições de trabalho, reunindo ainda técnicas e manejo ecológicos para a preservação do bioma caatinga. Esse conjunto de ações tem impacto significativo na vida dessas mulheres, que, além do aumento da venda de seus produtos, conseguem gerar mais renda e alcançar autonomia produtiva e econômica. “[…] nossa caminhada nessa construção tem dado certo. Com base na solidariedade e na cooperação podemos gerar renda e promover inclusão econômica das comunidades a partir da Economia Solidária”

Conheça mais sobre esse trabalho aqui www.redemulheresprodutoraspajeu.org

prc3aamio-boas-prc3a1ticas-de-economia-solidc3a1ria prc3aamio-boas-prc3a1ticas-de-economia-solidc3a1ria-2encontro-semestral-rede-de-mulheres