Inclusão social de crianças com Microcefalia é tema de livro

 
A Abraço à Microcefalia é uma iniciativa criada por um grupo de mães e voluntários para o apoio a famílias e bebês portadores de microcefalia e alterações neurológicas. Na última terça, dia 8, aconteceu em Salvador o lançamento do livro Convivendo com as diferenças: uma menina chamada Nina na Feira de Soluções para a Saúde – Zika. O livro aborda a microcefalia de maneira lúdica e sensível e pretende promover a inclusão social das crianças acometidas pela Síndrome Congênita do Zika em ambiente escolar – e a ideia é que seja distribuído em escolas por todo o Brasil.

De acordo com Maria Joana Passos, presidente da organização, a obra infantil nasceu a partir da sondagem de um grupo focal com a colaboração de especialistas, mães e familiares de crianças com deficiência e voluntários. “A iniciativa é uma oportunidade de chegar até o coração do leitor e permitir um olhar além das limitações do outro. Uma oportunidade de conhecer que existem diversas possibilidades de se comunicar e que toda criança tem o direito de brincar, de se relacionar e de ser incluída no ambiente escolar”, explica Joana.

A obra é uma produção independente, apoiada pela BrazilFoundation. Conta com a coordenação editorial de Maria Joana Passos, ilustrações de Roddolfo Carvalho, texto de Martha Galrão e projeto gráfico da Yayá Comunicação.